PORTFÓLIO

Exposições

Brígida Baltar: filmes

Brígida Baltar: filmes

2019 Brígida Baltar, nesta exposição, apresentou um painel de seus trabalhos em vídeo, com obras já conhecidas e outras recém-elaboradas, ainda inéditas. A retrospectiva, composta por 24 trabalhos, entre arquivos e memória da artista, se constituiu em um precioso mergulho nas fabulações, vozes e textos que compõem as narrativas do universo poético de Baltar. As ações educativas elaboradas para a exposição, contaram com a participação de cerca de 1000 jovens. Espaço Cultural BNDES-RJ.

História de uma paixão

História de uma paixão

2018 Exposição sobre a história do Flamengo, time de futebol que possui a maior torcida do Brasil, utilizando linguagens contemporâneas, como a video-arte e a arte sonora. Foram organizadas ainda, mesas de debates sobre assuntos relacionados a temas complementares, com foco em questões associadas a marketing esportivo. A realização de uma oficina de desenho recebeu, durante a exposição, dezenas de escolas públicas. Rio de Janeiro, Flamengo.

NÓS

NÓS

2016/2017 Mostra sobre relações de afeto através de desenhos, objetos, performances, instalações, vídeos, bordados e diagramas. O título refere-se tanto a primeira pessoa do plural – nós: o eu e o outro – quanto o plural de nó – forma de amarração ou entrelaçamento. Os diferentes tipos de nós são usados para funções diversas e a imagem do nó diz respeito também a uma forma mais atada de laço ou teia. CAIXA CULTURAL- Rio de Janeiro e Brasília.

Natureza Viva Artes Visuais

Natureza Viva Artes Visuais

2016 8 artistas, residentes em Brasília, criaram 8 bancos esculturas que foram instalados na Funarte-DF, com plantas típicas do Cerrado. Realizou-se, ainda, uma mostra na Galeria Fayga Ostrower, mostrando o processo de realização das obras através de fotos, vídeos, desenhos e textos. Na galeria, ocupou-se ainda as paredes laterais com monitores de vídeos em grande formato, onde o visitante, através de headphones, podia mergulhar no universo de cada artista. FUNARTE, DF.

Ponto Transição

Ponto Transição

2016 A exposição criada a partir do universo da produção de artistas que participaram, nos últimos doze anos, de editais da Fundação Nacional de Arte (FUNARTE). Alguns artistas produziram obras especialmente para a mostra. Múltiplas linguagens artisticas fizeram parte do programa, tais como: intervenções urbanas, poemas visuais, fotografia, audiovisuais, videoinstalações, esculturas e objetos. Realizou-se, ainda, uma série de debates e mesas-redondas. Fundição Progresso - RJ.

Ferreira Gullar (BNDES)

Ferreira Gullar (BNDES)

2016 Exposição mais completa já realizada sobre Ferreira Gullar. Além de trazer a baila toda a trajetória de Gullar, através de diversas obras e documentos, o projeto exibiu, pela primeira vez ao público, o mítico Poema Enterrado; obra basal que influenciou artistas como Helio Oiticica e Lygia Clark. O espaço expositivo, que foi pensado no sentido de se fazer uma imersão no universo do múltiplo artista, contou ainda com debates e projeção de vídeos. Espaço Cultural BNDES-RJ

Imagética - Ana Vitória Mussi

Imagética - Ana Vitória Mussi

2015 Retrospectiva de Ana Vitória Mussi, detentora de uma obra pioneira dedicada à exploração dos limites da imagem e dos contextos midiáticos que a relacionam a violência. Sua produção investiga a fotografia como um campo ampliado para além da noção de registro documental. Foram apresentadas diversas obras entre instalações, fotografias-serigráficas e objetual. Paço Imperial-RJ.

Lia do Rio

Lia do Rio

Sobre a natureza do tempo, 2015 A exposição possibilita reflexões sobre a obra da artista que desenvolve o seu trabalho a partir do próprio processo artístico, envolvendo, impermanência, transitoriedade, transformação, memória. De sua obra, emerge a atemporalidade que busca de capturar o tempo. Forja o seu repertório através de múltiplas linguagens. Oi Futuro Ipanema-RJ.

Victor Arruda

Victor Arruda

Um Pouco de Violência na Dose Certa, 2015 Victor expõe poemas visuais utilizando como suporte o vídeo e o Neon. São frases bem humoradas que levam o publico a refletir sobre as relações humanas e os seus desdobramentos na sociedade. A sexualidade e hipocrisia, são temas recorrente em sua obra. O artista atuou também como galerista, tendo fundado na década de 80 a Galeria Saramenha. Oi Futuro Ipanema-RJ.

Tadeu Jungle

Tadeu Jungle

Videofotopoesia, 2015. Tadeu Jungle expõe obras inéditas e faz uma releitura de seus 30 anos de trajetória. Entre os destaques, a videoinstalação “TAMTA”, com três vídeos exibidos simultaneamente numa grande sala escura; “FUGA”, poema visual, em tamanho gigante, na porta de entrada do centro cultural; um vídeo animação para o poema “PLAYGOD”; uma instalação e peripatética para o poema “VOCÊ ESTÁ AQUI”. Oi Futuro Flamengo - RJ

Fabrizio Poltronieri

Fabrizio Poltronieri

Teogonias icônicas: A apresentação do Deus computacional, 2014 Poemas visuais cuja formalização se dá através de imagens geradas ao acaso, a partir do conteúdo extraído de regiões da memória de um computador, que estabelecem um diálogo entre os aparelhos computacionais de nossa era e a época localizada antes da escrita ser a comunicação predominante nas culturas ocidentais, onde o pensamento mítico predominava. Oi Futuro Ipanema-RJ

Transperformance 3

Transperformance 3

Corpo Estranho, 2014 Em tempos afeitos à eficiência produtiva de gestores e empreendedores, festival Internacional de Performances em sua terceira edição, contou com a participação de cerca de 20 artistas nacionais e estrangeiros, que ocuparam como suas performances ruas e praças do Rio de Janeiro. Foram apresentados um conjunto de trabalhos que questionavam a cultura da eficiência. Diversos locais do Rio de Janeiro. Oi Futuro Flamengo

Mostra Grande Área

Mostra Grande Área

2014 O projeto aconteceu em 6 capitais brasileiras, através de múltiplas linguagens artísticas com a participação de inúmeros artistas. Além do fomento e difusão de repertórios que vão se constituindo através de propostas experimentais, o Grande área, com todas as suas ações gratuitas, contribuiu para a democratização do acesso no campo da cultura. Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasilia, Recife e Bahia. Funarte/MINC.

Alexandre Dacosta

Alexandre Dacosta

Autopoese, 2014 Obras inspiradas no livro que dá título a exposição. Alexandre Dacosta sempre buscou inovar e transversalizar e sua produção artistica, não se acomodando em nenhuma linguagem específica. Ferreira Gullar definiu o seu trabalho como o de um inventor de pequenos objetos e elogiou: trata-se de uma das manifestações mais inteligentes e criativas dentre as que vi ultimamente nesse gênero de arte. Oi Futuro Ipanema.

Oscar Ramos

Oscar Ramos

Letras e Palavras, 2014 O artista expos poemas visuais realizados em cinquenta anos de carreira. Óscar Ramos compôs, no Brasil do anos 1960/1970, a cena underground, tendo realizado, dentre outras importantes ações, capas de LPs de artistas como Caetano Veloso, bem como elaborou o projeto gráfico, juntamente com Luciano Figueiredo, da revista Navilouca, criada por Torquato Neto e Waly Salomão em 1971. Oi Futuro Ipanema - RJ

Adolfo Montejo Navas

Adolfo Montejo Navas

Poéticas & Sinais, 2013 POÉTICA & SINAIS fala de um conjunto de obras emblemáticas, a maioria inéditas, que funcionam centrípeta e centrifugamente, com propostas de rotação e translação de sentidos. Nascido em Madri, mas morando no Brasil há quase 20 anos, Adolfo Montejo Navas tem um trabalho situado na fronteira imagem/objeto/palavra/livro/poesia visual e apresenta, também, uma consistente trajetória como crítico de arte e curador independente.

Entre a Fazenda e o Arranhacéu

Entre a Fazenda e o Arranhacéu

Entre a Fazenda e o Arranha-Céu, 2014 Mostra em torno da relação cidade-campo, realizada na Fazenda São Luiz da Boa Sorte, Vassouras (RJ). Participaram consagrados artistas visuais contemporâneos brasileiros, que apresentaram obras em diversas linguagens e suportes, tais como, a vídeoarte, videoinstalação, instalação, arte sonora, escultura, performance, grafite e poesia visual. Fazenda São Luiz da Boa Sorte-RJ

Eduardo Kac

Eduardo Kac

Poesia Visual [1982 – 1999], 2014 Pioneiro da poesia digital no Brasil, Eduardo Kac mostra trabalhos experimentais que desenvolveu no nos anos 80. São poemas que, em movimento, procuram lembrar a lógica de um ser vivo. Cada poema dialoga com o tempo da pessoa e provoca leituras subjetivas a partir de vivências diferenciadas. Eduardo Kac, desde muito jovem, se interessou por novas e surpreendentes linguagens. Oi Futuro Ipanema - RJ

Thales Leite

Thales Leite

Área 91, 2014 Espaçonaves abandonadas em galpões, durante a noite se transformam em atração para mais de 10 mil pessoas. Essas são as aparelhagens de tecnobrega, movimento musical originado em Belém do Pará, O recorte da série está em identificar elementos da estética dos filmes de ficção científica que ajudam a despertar nos frequentadores das festas de aparelhagem o fascínio pelo fantástico. Oi Futuro Ipanema - RJ.

Trocas Contemporâneas

Trocas Contemporâneas

Interações Artísticas Regionais, 2013 Premiado pelo Programa Rede Nacional Funarte, o projeto promoveu em todo o território nacional um edital, obtendo 103 inscrições, com a premiação de 15 obras, entre vídeos e intervenções urbanas. O foco foi a promoção de intercâmbios entre artistas de diferentes regiões brasileiras. Gerou-se, como produtos pelo projeto, um catálogo e um documentários. Todas as regiões do Brasil. FUNARTE

Marcia X

Marcia X

Marcia X Arquivo X, 2013 Mostra patrocinada pela FUNARTE/MINC [Fundo Nacional da Cultura], traz um panorama da produção de Marcia X, como instalações, objetos, fotogramas, desenhos, performances, documentos, além do acervo fotográfico e de vídeos diversos. No âmbito da mostra, aconteceram debates e editou-se um livro completo sobre a artista. Foi também o ponto de partida para a doação do acervo de Marcia X para o MAM-Rio. MAM-RJ

André Valias

André Valias

Totem, 2013 Poema construído a partir dos nomes de 224 povos indígenas que vivem no Brasil. Obra inspirada pela campanha "sou guarani-kaiowá" que se disseminou nas redes sociais em 2012. "Totem" foi concebido por André Vallias para ser reproduzido no chão do centro cultural Oi Futuro Ipanema, em um um totem multimídia e uma vitrine com informações sobre as 224 etnias. Oi Futuro Ipanema - RJ.

Luciano Figueiredo

Luciano Figueiredo

“Fabri Fabulosi” e “Imagem/legenda: um cine romance”, 2013 O artista apresenta duas obras: “Fabri Fabulosi” (2009), instalação em fotomontagem, inspirada no famoso livro “A Arte Abstrata”, de Michel Seuphor” e “Imagem/Legenda: um cine romance” (2005-2013), constituída de painéis fotográficos com imagens abstratas e textos extraídos da coleção de diálogos de filmes. Oi Futuro Ipanema-RJ

Transperformance 2

Transperformance 2

Inventário dos Gestos, 2012 Participação de cerca de 20 artistas nacionais e estrangeiros, cujas obras estão nas fronteiras da dança, música, teatro e poesia. Projeto composto por quatro conjuntos: "pequenos gestos”, "pequenos grandes gestos”, “gestos extremos” e “quase gestos”. Eles formam o “Inventário de Gestos”. OcupaU o prédio do Oi Futuro e outros espaços urbanos. Oi Futuro Flamengo-RJ.

Lucio Agra

Lucio Agra

O Livro e o Mar Infindáveis, 2012 “O Livro e o Mar Infindáveis”:  homenagem a  Mário Peixoto, diretor do filme “Limite”, obra prima do cinema. Na inauguração da exposição, o artista incorporou  a filosofia multimeios do projeto Poesia Visual, fazendo não só uma performance da praia ao Oi Futuro Ipanema, como projetando o seu poema na fachada do prédio do Centro Cultural. Oi Futuro Ipanema-RJ

Bill Lundberg

Bill Lundberg

2012 A retrospectiva sobre o americano Bill Lundberg, pioneiro no campo de filme/vídeo instalações, foi a mais completa já realizada. Conhecido como "o mago do coração humano", Bill tem a projeção de vídeos e filmes como foco de sua investigação. No campo da crítica de arte, seu trabalho foi definido como "filme-escultura", termo cunhado pelo britânico Guy Brett. Oi Futuro Flamengo-RJ

Regina Vater Quatro Ecologias

Regina Vater Quatro Ecologias

Quatro Ecologias, 2012 Regina Vater exibe trabalhos produzidos nos últimos 40 anos, através de suportes, incluindo, fotografia, filme, vídeo, instalação e uma obra gráfica experimental que inclui livro de artista, arte postal e poesia visual.  A exposição contou com obras consagradas, como LuxoLixo, realizada com a colaboração de Hélio Oiticica. Oi Futuro Flamengo-RJ

Ema M

Ema M

Exposição composta por um conjunto de livros-objeto e vitrines, que os enclausuram e que dinamizam o espaço como se fossem pequenos bichos a se moverem. Margarida Prieta (Ema M), possui como interesse de investigação considerar a linguagem plástica enquanto texto escrito (i) legível a par, ou em simultâneo, com a figuração pictórica. É na relação entre textual e figural que se desenvolvem as mais recentes exposições. Oi Futuro Ipanema-RJ.

Ana Vitória Mussi

Ana Vitória Mussi

Bang, 2012 "Bang" é uma instalação em vídeo e computação, composta por imagens de filmes da 2ª Guerra Mundial e imagens da ocupação do Complexo do Alemão, quando da implantação da UPP. Trata-se de uma reflexão sobre a espetacularização da violência. As imagens fazem uma ligação entre a solidão da visão e a sociedade do espetáculo. Oi Futuro Flamenfo-RJ

Omar Khouri e Paulo Miranda

Omar Khouri e Paulo Miranda

5 Correções e Algumas Facturas, 2012 Paulo Miranda e Omar Khouri possuem atuação expressiva como editores e veiculando os seus trabalhos em publicações coletivas. Omar Khouri, fundador da revista Artéria, tem acompanhado de perto a trajetória dos principais nomes de nosso Concretismo. A exposição mostra trabalhos individuais dos artistas, realizados em múltiplos suportes. Oi Futuro Ipanema-RJ

Transperformance

Transperformance

Corpo, cidade, política e tecnologia, 2011 Festival Internacional de Performance com ocupações, intervenções e projeções urbanas. Eixos: Performance, cidade, Cinema/Imagem. Performance, Cidade, Palavra. Performance, Corpo, Cidade. Contou com a participação de cerca de 40 artistas brasileiros e estrangeiros que apresentaram ações performativas em vários espaços espalhados pela cidade do Rio de Janeiro. Oi Futuro Flamengo-RJ

Wlademir Dias-Pino

Wlademir Dias-Pino

Poemas Matemáticos, 2011 Wlademir Dias-Pino se constitui em um dos principais nome do Poema Processo, movimento de vanguarda surgido em 1967, no Rio de Janeiro. A exposição marcou o lançamento de 700 novos poemas apresentados através de projeções em vídeo na fachada do centro cultural. A obra revolucionária de Wlademir Dias-Pino contribuiu para a construção de novos paradigmas na poesia brasileira. Oi Futuro Ipanema-RJ.

Xico Chaves

Xico Chaves

Órbita – Poética – Xico Chaves, 2011 A exposição apresentou um recorte da produção do artista Xico Chaves, no transcurso de 40 anos de atividades no campo das artes visuais, música e poesia. O principal segmento se deu através da projeção de diversos poemas do artista que se movimentavam no espaço expositivo através de computação gráfica. O projeto resgatou material pertencente ao artista, como K7, filmes S8, dentre outros. Oi Futuro Flamengo - RJ

Alberto Pucheu

Alberto Pucheu

Palavras, 2011 A exposição contou com obras multimídia do poeta, envolvendo projeções de vídeo na fachada do centro cultural e na galeria do Oi futuro Ipanema. Alberto Pucheu é poeta e ensaísta brasileiro, Professor de Teoria Literária do Departamento e do Programa de Pós-Graduação de Ciência da Literatura da Faculdade de Letras da UFRJ. OI Futuro Ipanema-RJ

Helena Trindade

Helena Trindade

Letra, 2011 Helena Trindade participou do Poesia Visual com a obra multimídia "Letra", envolvendo projeções, áudio e poemas em diversos formatos, exibidos em suportes como a fachada do centro cultural, vitrine, piso e galeria. O projeto Poesia Visual possui como foco exibir repertórios que se encontram na fronteira entre as artes visuais e a poesia. Oi Futuro Ipanema-RJ.

Mostra Vide Urbe

Mostra Vide Urbe

Mostra urbana de videoarte, 2011 Mostra itinerante totalmente dedicada à videoarte em espaços públicos no Rio de Janeiro. O projeto, além de poetizar novas topografias possíveis para a projeção do imaginário videográfico da arte contemporânea, possibilitou um contato direto com o público em geral, além de incluir jovens de comunidades populares através das oficinas de vídeo ao vivo. Diversos bairros do Rio de Janeiro.

Antonio Cicero 1

Antonio Cicero 1

Minos, 2011 Em "Minos", o projeto expositivo foi composto por palavras de um poema do artista distribuídas por vários espaços do Oi Futuro Ipanema, bem como por imagens de um vídeo gravado com o artista, que foram projetadas na galeria do centro cultural. Na abertura da exposição um performer com cabeça de minotauro trafegava por entre os convidados. Oi Futuro Ipanema - RJ

Tadeu Jungle

Tadeu Jungle

Flecha, 2011 Tadeu Jungle foi um dos precursores da arte com vídeo no Brasil, ao criar, juntamente com Walter Silveira, Ney Marcondes e Paulo Priolli, o TVDO. Na década de 80 torna-se um dos líderes no movimento de videoarte no Brasil. Em Flecha, além de ocupar a vitrine do Oi Futuro Ipanema, realiza, na praia de Ipanema, uma performance com centenas de balões. Oi Futuro Ipanema-RJ

Ferreira Gullar - Formigueiro

Ferreira Gullar - Formigueiro

O Formigueiro, 2011 O Formigueiro foi escrito por Ferreira Gullar em 1955. No Oi Futuro Ipanema o poema foi transcrito para a vitrine situada no térreo do centro cultural, se desdobrando para o piso e fachada do prédio, onde foram fixadas, através de adesivos, formigas gigantes. Gullar compareceu a abertura da exposição com o neto Matheus. Oi Futuro Ipanema-RJ.

Roberto Correa dos Santos

Roberto Correa dos Santos

Últimas Notas Sobre o Grande Vidro, 2010 Obra envolvendo áudio e poemas em pequenos/grandes formatos. Ocupando a vitrine e o piso situados no térreo do Oi Futuro Ipanema, o trabalho é uma referência ao “Grande Vidro  ou A Noiva Despida por Seus Celibatários” de Duchamp. Roberto Correa dos Santos é professor Associado Efetivo de Estética e de Teoria da Arte nos Programas de Graduação e de Pós-Graduação do Instituto de Artes da UERJ (desde 2004). Oi Futuro Ipanema-RJ

Arte 24 Horas

Arte 24 Horas

2010 Projeto que aconteceu no Pier da Praça Mauá, no transcurso de 24 horas ininterruptas. Contou com a participação de 38 artistas visuais que se apresentaram, alternadamente, através de performances, instalações e projeções em grandes formatos, dentre outras linguagens. Foram ministradas também oficinas de artes gratuitas. Algumas obras foram pensadas especificamente para o evento, como a Kombi ColorBar, criada pelo Opavivará. Oi Futuro Ipanema-RJ

Intervenções e Ações Urbanas

Performances

CONECTE-SE

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon

Fase 10 Produções Artísticas e Editora Ltda EPP

Rua Evaristo da Veiga, 35 / sala 1008 

  Rio de Janeiro - RJ - Brasil  Cep. 20031-040

CNPJ: 40.255.762/0001-53

Tel/whatsapp: 21-991375591

© 2020 todos os direitos reservados