Somos a Fase 10 Ação Contemporânea, um escritório de criação / produção. Realizamos trabalhos no campo da cultura com ética e profissionalismo.

CONECTE-SE

SHORTCUT

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon

© 2017 todos os direitos reservados

  Rio de Janeiro - RJ - Brasil

Patrocine 

O que é o projeto? ​Publicação Livro de Arte / Música

Publicação de 1000 exemplares contendo textos e imagens sobre a série documental Tu Casa Es Mi Casa, realizada em 12 países latinos americanos.​ 

 

Resumo:  Moska idealizou, dirigiu e apresentou a série para TV que vai ao ar em 2018, cujo enfoque visa promover, em cada país escolhido, o encontro entre um cientista, um artista visual e um compositor/ músico. Esse encontro, mediado por Moska, que conduz a narrativa, traz a baila diversas questões, tais como: politica, ciência, artes e espaços urbanos. 
O livro será composto por uma seleção de fotos tiradas por Paulinho Moska, trechos e fotos do seu diário de viagem / sketchbook , material sobre os 32 convidados (12 cientistas, 12 compositores / cantores, 12 artistas visuais), letras das canções criadas, desenho (e processos de criação) das tatuagens feitas em cada episódio, fotos/frames originais da série. O livro possuirá, ainda, um encarte especial, com a inserção de um “pen-drive” contendo a gravação das 12 canções compostas nas viagens por Moska, com a participação de 12 artistas internacionais.

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ 247.086,00

Uma moska latina: fotos e canções de Tu Casa Es Mi Casa

De Paulinho Moska

 

 

Paulinho Moska  artista/cantor carioca consagrado e conhecido por suas canções que tocam nas rádios / tvs do Brasil e de outros países, vem desenvolvendo, já há alguns anos, em paralelo a sua carreira como músico, outras expressões artísticas, em especial a fotografia. 

 

Fase 10 - Ação Contemporânea - conduzida pelos sócios Nelson Ricardo Martins, diretor de criação, e Lisiane Mutti, diretora executiva, realizou nos últimos 8 anos, cerca de 70 ações de arte contemporânea, entre exposições, performances, ações urbanas, palestras, seminários. Nelson Ricardo Martins e Lisiane Mutti, além de idealizadores, gestores e gerentes de projetos culturais, campo que atuam a décadas, são voluntários na instituição humanitária Arte de Viver, onde são ministrados cursos com foco no autodesenvolvimento para o fortalecimento do indivíduo. Acreditam, dessa maneira, na possibilidade de transformação do ser humano através de experiências que se forjam através das expressões artisticas enlaçadas com caminhos que levam ao autoconhecimeno. 

artecontemporanea.art.br 

De Fase 10 

O que é o projeto? ​Plataforma de cursos online de arte contempoânea idealizado pela Fase 10.

 

Resumo: Elaboração de plataforma online dedicada as artes visuais contemporâneas que possui como escopo difundir e fomentar as diversas linguagens que compõe o campo, através da criação de 10 cursos livres online gratuitos. Esses cursos ficarão por tempo indeterminado na plataforma e serão ministrados por profissionais de reconhecida competência em suas áreas e que já ministram cursos presenciais em locais como o Parque Lage, Casa do Saber e diversas Universidades. A proposta dos cursos é a de possibilitar que qualquer pessoa possa, gratuitamente, ter acesso a conteúdos de qualidade, que permitam um conhecimento geral sobre as diversas áreas que compõe o universo das artes visuais contemporâneas, envolvendo: Concepção artística, Curadoria, Critica de arte, Produção, Montagem de espaços expositivos, Desenvolvimento de Ações educativas, Elaboração de Projetos e leis de incentivo/editais, Gestão administrativa e prestação de contas, Marketing digital, Mercado de arte. Cursos com foco nas artes visuais contemporâneas e as várias linguagens que compõe o campo. Trata-se de suprir uma lacuna uma vez que no Brasil são quase nulas as iniciativas nesse sentido. Serão priorizados cursos inéditos, com a participação de artistas, curadores, críticos e pesquisadores.

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ 230.600,00

ARTE
CONTEMPORÂNEA
ART
BR

 

Expostos abaixo, projetos ainda não foram realizados, enquadrados em leis de incentivo à cultura. Pessoas físicas e jurídicas podem patrocinar.

O que é o projeto? ​Publicação Livro de Arte 

Publicação de 1000 exemplares contendo textos e imagens sobre a pesquisa de George Nelson Preston.

 

Resumo: A Publicação reunirá dois livros inéditos no Brasil, escritos por George Preston. São eles:  Series and Ensembles in African Art e African Art Masterpieces. O Brasil é o segundo maior país afro-descendente do mundo. No entanto, não produziu quase nenhuma literatura para considerar as tradições da arte africana.  Estas páginas são uma tentativa de familiarizar o leitor com o ethos e os valores que geram a arte africana clássica. 
Ao fazê-lo, esperamos também dissipar a ignorância que ainda circunda a arte africana. Este é um livro sobre o porquê da arte: pensar arte, fazer arte e fazer com a arte o ethos - porque é assim com os povos africanos. 
Arte/Ethos dos povos africanos é escrito em linguagem simples para atrair a pessoa média, curiosa sobre a arte, mas as idéias expressas aqui são também desafiadoras para o estudante ou pesquisador da arte africana.
Nos Estados Unidos da América e na Europa, os livros sobre arte africana

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ 233.472,00

Arte/Ethos dos Povos Africanos: Tradições e Inovações

De George Nelson Preston

 

 

George Nelson Preston   é curador do Museu de Artes e Origens em Nova York e um dos maiores especialista em arte africana do mundo.

O professor George tem trânsito frequente e muitas conexões interpessoais no Brasil há mais de vinte anos devido ao seu campo de estudo e atuação. Fundou, no Harlem, o Museum of Art and Origins.

 

Do céu, a Cidade Maravilhosa

De Bento Viana

Bento Viana  é um dos fotógrafos mais respeitados do mundo no que se refere a realizar fotos aéreas. O seu livro Do Céu, Brasília” e “Monumento 61”, com dezenas de fotos aéreas da capital brasileira, é reconhecido mundialmente como um dos mais belos conjuntos no campo da aerofotografia.

O que é o projeto? ​Publicação de um livro de fotografia fine art de Bento Viana com imagens aéreas do Rio de Janeiro.

 

Resumo: Edição de um livro de arte com fotos aéreas da cidade do Rio de Janeiro, de autoria do fotógrafo Bento Viana, intitulado “Do Céu, a Cidade Maravilhosa”. Além das imagens aéreas feitas com helicóptero, o livro contará também com um texto expandido do curador / critico de arte Fernando Cocchiarale e outros textos menores abordando diversos aspectos característicos da cidade. Bento Viana, fotógrafo renomado internacionalmente, especialista em fotos aéreas, é o autor do livro “Do Céu, Brasília” e “Monumento 61”, ambos com dezenas de imagens tiradas por cima dos monumentos arquitetônicos mais emblemáticos da cidade construída por Lúcio Costa e Oscar Niemayer.
O livro “Do Céu, a Cidade Maravilhosa”, conceitualmente falando, possui seis eixos que, segundo o autor, buscam abarcar de maneira definitiva os aspectos mais marcantes da cidade. São eles: Cidade Maravilhosa; Cidade Antiga; Cidade contrastes; Cidade em Transformação; Alma Carioca e Textura Carioca.
O livro, que será bilíngue, se destina a todos aqueles que amam o Rio de Janeiro, incluindo, nesse rol, cariocas de todas as idades e turistas que chegam a cidade de outros estados brasileiros, bem como de outros países.

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ 310.070,00

Arte de Viver  é uma organização não governamental internacional, parceira de algumas organizações que também se dedicam à visão de um mundo livre de estresse e de violência, a Associação Internacional para os Valores Humanos (International Association for Human Values - IAHV), Ved Vignan Maha Vidya Peeth (VVMVP), Sri Sri RaviShankar Vidya Mandir (SSRVM) e Vyakti Vikas Kendra India (VVKI), entre outras, que formulam e implementam projetos humanitários da Arte de Viver ao redor do mundo.

YogaDay

De Arte de Viver

 

 

 

O que é o projeto? No dia internacional da yoga, 21/06/2018, realizar o evento YogaDay, cujas atividades serão realizadas a partir dos seguintes eixos fundamentais: dança (sentido de união do corpo); meditação (mente); musica (respiração). O evento será gratuito e, inicialmente, previsto para acontece na Praça Mauá ou Cidade das Artes.

 

Resumo: Realização do evento YogaDay: Música, Dança e Meditação, idealizado pela Arte de Viver, com 6 horas de evento na praça mauá ou em um equipamento da prefeitura, no dia 21 de junho de 2018, onde será apresentado ao público, a yoga no sentido de união do corpo (dança) + mente (meditação) + respiraçao (música). O evento será gratuito. Em parceria com o Affroreage e a ong Harmonicando parceiros da Fundação Internacional Arte de Viver (autora do projeto), o evento contará com a apresentação dos músicos das duas instituições, coordenados pelo músico André Muato. Além do corpo de balé e coral formado pelos próprios voluntários da Arte de Viver.

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ 128.400,00

Galeria Transparente - Metacolagem

Frederico Dalton

Frederico Dalton  é formado em comunicação social e cinema pela UFF, Niterói, em 1983. Realiza estudos de videoarte na Academia de Arte de Düsseldorf, com Nam June Paik e Nan Hoover, entre 1989 e 1992. Desenvolve pesquisa sobre a imagem, empregando projeção de slides e objetos em suas obras. Recebe prêmio do Museu de Arte de Brasília em 1998.

O que é o projeto? ​Realização de uma exposição reunindo obras  dos artistas participantes da galeria virtual em um espaço fisico do Rio de Janeiro.

 

Resumo:  A curadoria da exposição se baseia no conceito de metalinguagem, isto é, uma linguagem que é usada para descrever ou analisar a si mesma. Sendo assim, a mostra vai apresentar a Galeria Transparente ao público, destacando a importância da colagem como o procedimento essencial para sua formação. Com uma rica história e valorizada pela Vanguarda Russa, Cubistas e artistas da Pop Art, a colagem revigora-se em novas direções com a emergência do digital. Cada exposição da Galeria Transparente é uma colagem: ela combina a foto-base fornecida pelo curador-propositor (imagem de uma plataforma retangular numa calçada) e a complementação digital do artista participante para produzir uma síntese que transcende a soma de suas partes.

 

Valor: R$145.243,35. 

Universo Prana

De Fase 10

Fase 10 - Ação Contemporânea conduzida pelos sócios Nelson Ricardo Martins, diretor de criação, e Lisiane Mutti, diretora executiva, produziu e coordenou nos últimos 8 anos de 70 ações de arte contemporânea, entre exposições, performances, ações urbanas. Nelson Ricardo além da formação em direito e direção teatral e Lisiane em administração e gerência de projetos, são voluntários na instituição Arte de Viver, onde é ministrado cursos de autodesenvolvimento para o fortalecimento do indivíduo. Acreditam na possibilidade de transformação do ser humano através das experiências enlaçadas do autoconhecimeno, conhecimento e das expressões artísticas. 

 

 

O que é o projeto? ​Feira gastronomica vegana, exposição de produtos e serviços que não agridam a natureza, os animais, sem álcool, sem drogas. Com música, exibição de vídeos, performances e debates.

 

Resumo: Na filosofia vedanta, prana é a noção da força de sustentação dos seres vivos. A energia sagrada que nos embala através da respiração. Está associada ao divino e tudo o que ele representa para nos manter em equilíbrio. Feira é o encontro de pessoas de determinado segmento para a divulgação e comercialização de seus produtos. Dessa maneira, Universo Prana é a reunião de pessoas que desejam um planeta melhor, para apresentarem e venderem seus produtos do bem. Produtos que não agridem a natureza, que não são fruto de trabalho escravo, sem carne, sem drogas, sem alcool. Uma feira onde, além de se exercitar um consumo consciente, sem agressões emocionais e/ou ao corpo, pode-se transcender-se através de respirações (Pranayamas), meditações, yogas, bhajas. Trata-se de uma proposta que ocupará uma lacuna na cidade, uma vez que, hoje, não temos no Rio de Janeiro, uma feira com essas características. No âmbito da feira, além dos produtos e serviços vendidos pelos participantes, haverá outras ações associadas ao tema principal, envolvendo debates, exibição de vídeos, degustações e performances.

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ 159.300,00

PoeGráficas / Uma trajetória 1970 - 1990

De Bené Fonteles

Bené Fonteles   Bené Fonteles, um dos mais importantes artistas visuais brasileiro vivos, expõe sua obra de xerografias / colagens, num percurso entre os anos de 1970 e 1990 em que utiliza a máquina de xerografia como uma prensa de gravura contemporânea.

O que é o projeto? ​Montagem de uma exposição ocm trabalhos do artista visual Bené Fonteles.

 

Resumo: A mostra antológica “PoeGráficas / Uma trajetória 1970 -1990” de Bené Fonteles, expõe sua obra de xerografias / colagens num percurso entre os anos de 1970 e 1990 em que utiliza a maquina de xerografia como uma prensa de gravura contemporânea. O período revela sua obra gráfica - há mais de duas décadas não exposta individualmente - e quando esta participa de processos experimentais como a arte postal e de importantes exposições em museus e instituições culturais no país e no exterior. 
As obras que serão expostas pertencem aos acervos dos Museus de Arte Moderna de São Paulo, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de Arte Contemporânea da USP, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Coleção Gilberto Chateaubriand e a coleção do artista totalizando cerca de 150 obras.

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ R$ 265.314,00

Notações

Neno Del Castillo 

Neno Del Castilo   O artista visual contemporâneo Neno del Castillo, nascido no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha, começou a produzir sistematicamente nos anos 80, em paralelo a chamada “Geração 80”.

 

 

O que é o projeto? ​Publicação Livro de Arte 1000 exemplares obras do artista Neno Del Castillo

 

Resumo: Trata-se da  publicação de um livro  bilingue impresso, com versão em 
e-book, cuja  ideia matriz articula um recorte especifico, geográfico-afetivo, envolvendo a cidade do Rio de Janeiro, com inquietações contidas na pesquisa desenvolvida pelo autor, acerca da concepção do monumento enquanto instrumento principal de veiculação ideológica de um espaço e tempo determinado. O publico alvo do projeto abarca apreciadores de arte, fotógrafos, videomakers, designer, críticos de arte, artistas, curadores, deficientes visuais, estudantes.
Será produzida, ainda,  uma versão em audiobook para deficientes visuais, ampliando, dessa maneira, a discussão, difusão e democratização das ideias e poéticas artistica contemporâneas sobre a cidade do Rio de Janeiro e seus arredores. 

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ 327.720,00

Alegoria da Clareira

De Chico Fernandes​

Chico Fernandes  Chico Fernandes possui repertório marcado por proposições singulares que se constituem em desafios visuais contemporâneos entrelaçados ao cotidiano de um mundo onde o perigo anda a espreita. Mas o artista nada tem a temer, afinal cabe a ele a arquitetura do momento, definindo o desenlace.

O que é o projeto? ​Exposição do artista Chico Fernandes, intitulada Alegoria na Clareira, com curadoria da critica e pesquisadora Marisa Flórido.

 

Resumo: Exposição composta por trabalhos realizados entre 2004 e 2017. A obra de Chico Fernandes tenciona relações entre corpo, imagem e experiências do espectador, se aproximando da linguagem documental de uma ação alegórica. O projeto propõe a apresentação de quarenta fotografias, quatro vídeos e quatro videoinstalações. No dia da abertura, o artista fará uma performance.

O projeto apresentará a trajetória de Chico Fernandes nos últimos treze anos, apresentando obras emblemáticas que marcam a sua produção, com foco no uso das mídias tecnológicas, utilizadas para pontuar questões centrais de sua pesquisa; ou seja: as relações entre corpo e imagem, ação e inação, controle e insubmissão, presença, rastro e espectro. 

 

Aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do município do Rio de Janeiro (ISS)

 

Valor: R$ R$ 145.068,00 

Eu é Outrem

De Alexandre Sá

Alexandre Sá  Doutor e mestre em Linguagens Visuais pela Escola de Belas Artes da UFRJ e graduado em História da Arte pela UERJ. Profissional híbrido, que trabalha com diversas linguagens [performances, instalações, textos críticos e vídeos] e cuja particularidade é o diálogo entre teoria e prática artística. Tem textos em revistas especializadas e alguns trabalhos de curadoria. Atualmente é professor do Instituto de Artes da UERJ e coordenador do curso de Artes Visuais da Unigranrio.

O que é o projeto? ​Exposição com curadoria de Alexandre Sá.

 

Resumo: A exposição reúne seis artistas e o curador (que também apresentará seu trabalho) que discutem de maneiras distintas a presença do corpo em suas variações. Para isto, linguagens diversas são utilizadas e o objetivo primeiro desta proposta é expor um conjunto de obras (fotografia, vídeo, texto e pequenas intervenções no espaço) que construirão um panorama lúcido e inovador sobre o conceito de corpo e a alteridade. Será por Alexandre Sá (também participante como artista) e discutirá de maneiras distintas a presença do corpo em suas variações. Para isto, linguagens diversas são utilizadas, apresentando um conjunto de obras que desembocarão em um panorama inovador sobre o conceito de corpo e a alteridade. A escolha dos artistas se deu em virtude da diversidade das poéticas e da pluralidade de meios utilizados, além do ineditismo da reunião dos mesmos e da possibilidade de compreensão da corporeidade em sentido ampliado. Os artistas envolvidos são: Alexandre Sá, Ao Leo, Daniela Mattos, Elisa de Magalhães, Jonas Arrabal, Jorge Soledar e Leo Ayres.

 

Aprovado na Lei Rouanet

 

Valor: R$ 427.590,00